Cases e Notícias

A Cantareira invade a cidade


cantareira1

Para comemorar o Dia da Árvore, no dia 21 de setembro, 100 mudas de árvores nativas foram plantadas em um fragmento de mata atlântica, localizado na altura do número 4000 da Avenida Deputado Cantídio Sampaio, fazendo divisa com o Jardim Paulistano, Damasceno, Vista Alegre e CDHU Jardim dos Francos.

Liderado pelo S. Quintino Viana,  o movimento Ousadia Popular luta para que essa área seja consolidada como Parque da Brasilândia, com a despoluição do córrego,  proteção das nascentes, construção do viveiro, um dia ainda poderemos desfrutar desse oásis sem degradar a natureza.

Esta área, de aproximadamente 2000 m², é um precioso tesouro que a  Brasilândia ainda possui, no meio de tantas construções e urbanização este resquício de mata atlântica ainda sobrevive, acolhendo muitas nascentes e córregos, principalmente o córrego do Canivete, que sofre com a poluição da cidade; existe relatos que ali ainda mora uma Família de Bugio (pequeno macaco preto, típico da mata atlântica).

E para fazer desse sonho uma realidade, diversos grupos se uniram para ajudar a Cantareira invadir a cidade com o plantio de 100 mudas de arvores nativas de aproximadamente 3 metros doadas pelo orgão público DGD norte- 1 .

Com apoio logístico da sub-prefeitura da Freguesia do ó/Brasilandia e pessoas dos grupos Saci, Pavs, Cris e Oficina da Sustentabilidade, em especial as agentes de saúde e meio ambiente, colocaram a mão na massa e fizeram dessa comemoração ao dia árvore um grande feito.

Agora vamos dar continuidade ao trabalho, acompanhando as recém arvores do futuro Parque Brasilândia, para que elas tragam muitos frutos para todos nós.