Cases e Notícias

Empresa B

empresa

A Oficina da Sustentabilidade foi certificada no mês de fevereiro como uma Empresa B.

Após passar por um trabalho criterioso de conferencia de itens e materialidades relacionadas às suas práticas socioambientais e de operação, a Oficina da Sustentabilidade está entre as empresas certificadas pelo Sistema B no Brasil. Esta certificação diz respeito às empresas que utilizam a força do mercado na criação de soluções para problemas sociais e ambientais.

A iniciativa foi criada há  7 anos nos Estados Unidos e atualmente conta com uma comunidade de mais de 1000 empresas, em 34 países, em 60 setores distintos.São empresas que estão redefinindo o conceito de sucesso nos negócios e criando uma nova identidade de Mercado, a identidade B. Para tanto, cumprem altos padrões de performance e são avaliadas através de um processo de certificação que analisa cinco principais áreas: Modelo de Negócios, Comunidade,Meio Ambiente, Governança e Funcionários. O Sistema B, organização que promove o Movimento oficialmente no Brasil desde Outubro de 2013, atua como articulador de um ecossistema que pretende ativar diferentes setores da economia. Investidores, Academia, Grandes Compradores, Formadores de Opinião, Políticos e Legisladores, reunidos para a criação e o desenvolvimento deste novo tipo de empresa.

As Empresas B, que já são 25 no Brasil, operam com elevados padrões sociais, ambientais e de transparência, além de se comprometerem legalmente a tomar decisões maximizando o valor para todos os seus públicos de interesse – e não apenas para seus acionistas. Estas empresas consideram os rendimentos financeiros como ferramenta indispensável para atingir seus objetivos, porém não como sua principal razão de ser.Empresas como a Abramar, desenvolvendo projetos urbanos que primam pelo baixo impacto meio ambiental e preços acessíveis para populações de baixa renda; como a Maria Farinha Filmes, uma produtora de cinema que tem como objetivo abordar temas de utilidade pública que necessitam de atenção; ou como a Okena e a Combio, que  buscam minimizam significativamente os impactos ambientais da produção industrial; estão entre as pioneiras do Movimento no país.

Todas as Empresas B e seus respectivos perfis podem ser encontradas no site (www.sistemab.org/br).

A  Oficina da Sustentabilidade é a única empresa no Brasil que trabalha com metodologias baseadas no Movimento de Cidades em Transição, que busca soluções para uma economia de baixa pegada ecológica e que contribua com a redução das mudanças climáticas e da desigualdade social.  Tem em seu quadro fixo um treinador oficial do Movimento de Cidades em Transição no Brasil. (atualmente existem 4 no Brasil)