Cases e Notícias

3º Feira da saúde Sustentável na Brasilândia

feira 1

O dia amanheceu no Jardim Damasceno, próximo as montanhas da Cantareira, com o pessoal da organização já de pé para fazer tudo acontecer. Aproveitando o sol ameno, o grupo de caminhada iniciou as atividades com yoga, alongamento e respiração oferecidos pelo grupo “Arte de viver”.
Após a abertura oficial, no palco montado pela Prefeitura de São Paulo, os shows dos grupos artísticos não pararam um minuto, começando com Grupo D’Rolê, em seguida Banda Offset, Dança Asas da fé, Tiago e Timóteo, Banda Seven, terminando com a animada Banda Krisma. Também teve capoeira com a escola Genésio.
Com sinergia e harmônia, muitas atividades aconteceram simultaneamente, a equipe da UBS orientando os jovens sobre DST- AIDS, com entrega de camisinha, e também não faltou aulas para as crianças ,sobre saúde bucal – com entrega de kits básicos.
A equipe da defesa civil orientou os visitantes sobre áreas de risco, manuseio de butijão de gás e realizaram a troca de torneiras vencidas. Os moradores do Jd, Damascemo também puderam contar com a vacinação contra raiva em cães e gatos, campanha contra dengue e roedores oferecido pela SUVIS, posto de atendimento Sabesp e caminhão educativo da AesEletropaulo.
A equipe do projeto Fliperama também esteve presente, registrando o evento, e oferecendo pra garotada oficina de Stencil e mostra de cinema. E não foi só isso. Outras oficinas também aconteceram ao longo do dia, como artesanato de jornal com as meninas da UBS,e tetrapack com S. Zagalo, morador do Jd. Elisa Maria, sem falar da obra de arte feita pelo grafiteiro Smoky embelazando o Parque Linear.

O grupo Arte de Viver participou da programação com Yoga e Respiração pela manhã e uma tenda de divulgação do curso Respiração, Água e Som (RAS) que vem sendo oferecido na comunidade.

A feira também fez parte da virada sustentável, que estava acontecendo em São Paulo entre os dias 02 e 03. Os livros infantis ofertados pela organização foi motivo de muitos sorrisos das crianças que passaram por ali. Falando de sustentabilidade, alem dos pontos de entrega de óleo, pilha, medicamentos RX e lixo eletrônico, ainda teve a árvore dos desejos do grupo Saci, plantio de árvores oferecido pelo DGD-norte1 e a maquete da casa sustentável, obra da oficina da sustentabilidade.

Para sustentar literalmente toda a galera, os comes e bebes foram bem servidos com as grupo doce talentos e grupo de mulheres da UBS Guarani, que também levaram seus artesantos de croche e bordado para vender na feira. O grupo brasilianas também vendeu suas bolsas de materiais reutilizados , contando um ponto a mais para sustentabilidade.

Esse grande evento foi construído através de parcerias e colaboração de diversos atores da comunidade civil, pública e empresarial com obejtivo de ocupar de forma saudável e sustentável o Parque Linear do Córrego do Canivete; é o exemplo vivo de criação coletiva, onde cada um doa o que tem para fazer algo maior…parabéns a todos que participaram desse grande evento…. o ano que vem tem mais!!!