Cases e Notícias

Oficina da Sustentabilidade na Rio+20

A Rio+20 reuniu centenas de chefes de Estado com o ambicioso objetivo de definir uma agenda comum que coloque o mundo finalmente no rumo do desenvolvimento. Além da conferência oficial, milhares de outros eventos e movimentos aconteceram simultaneamente.

Fazendo parte dessa sinergia de movimentos, o Gaia Home, erguido através do financiamento colaborativo organizado por Terra Una e Amogaia, veio somar e difunfir idéias, experiências e soluções para um mundo sustentável. Foi o espaço de comunhão entre Gaia Education, Rede Global Ecovila (GEN) e Movimento de Transition Towns Brasil.

A Oficina da Sustentabilidade também participou dessa celebração da diversidade, representando o primeiro movimento Transition oficial do Brasil (Serra em Transição – Espirito Santo/Transition Brasilândia/Transition Granja- São Paulo). Nas palavras de Isabela Menezes, articuladora da rede nacional, “foi o momento de conhecer pessoalmente todos aqueles que estão fazendo transição pelo Brasil, e assim fortalecer a Rede e o Movimento”.

Esse momento foi ainda mais marcante com o acontecimento do 1º Encontro Nacional do Movimento Cidades em Transição, no dia 19 de junho, reuniu representantes de todos os movimentos do Brasil, tecendo um mapa e rede nacional da transição.

Todos compartilharam o que está sendo feito para transformar suas vidas e os locais onde residem; além disso, May East abordou temas importantíssimos para a continuação do movimento, e lançou o “Transition Animal” fazendo uma analogia entre as quatro patas que sustenta o animal e os quatro pilares que sustenta o movimento: Formação do grupo, Comunicação, Parcerias e Redes e Projetos Práticos. Foi um momento de celebração, novas propostas e compromissos para que a energia e laços gerados ali gere bons frutos para o futuro.

Além da participação mais que especial na Cúpula dos Povos, a Oficina da Sustentabilidade, representada por Monica Picavea e Isabela Menezes , acompanhadas de Zaida Amaral e Thaisa Matos, discursaram na Conferência Oficial das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, falando ainda mais sobre Transition Towns e apresentando os cases da Brasilândia, Granja Viana, Rio de Janeiro.
A exemplo disso, na Cúpula dos Povos a toda hora era possível encontrar manifestações de diversos temas, apresentações artísticas, muitas etnias e culturas de toda parte do planeta. Um verdadeiro encontro global da sociedade civil, por um mundo socialmente justo, ecologicamente correto e economicamente saudável; segundo muitos, é o local de onde sai as efetivas medidas de transformações sustentáveis do planeta.

A Oficina da Sustentabilidade também participou dessa celebração da diversidade, representando o primeiro Transition oficial do Brasil, Serra em Transição, em Espirito Santo, e também Transition Brasilândia e Transition Granja, em São Paulo. Nas palavras de Isabela Menezes, articuladora da rede nacional, “foi o momento de conhecer pessoalmente todos aqueles que estão fazendo transição pelo Brasil, e assim fortalecer a Rede e o Movimento”.

Esse momento foi ainda mais marcante com o acontecimento do 1º Encontro Nacional do Movimento Cidades em Transição, no dia 19 de junho, reuniu representantes de todos os movimentos do Brasil, tecendo um mapa e rede nacional da transição.

Todos compartilharam o que está sendo feito para transformar suas vidas e os locais onde residem; além disso, May East abordou temas importantíssimos para a continuação do movimento, e lançou o “Transition Animal” fazendo uma analogia entre as quatro patas que sustenta o animal e os quatro pilares que sustenta o movimento: Formação do grupo, Comunicação, Parcerias e Redes e Projetos Práticos. Foi um momento de celebração, novas propostas e compromissos para que a energia e laços gerados ali gere bons frutos para o futuro.

Além da participação mais que especial na Cúpula dos Povos, a Oficina da Sustentabilidade, representada por Monica Picavea e Isabela Menezes , acompanhadas de Zaida Amaral e Thaisa Matos, discursaram na Conferência Oficial das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, falando ainda mais sobre Transition Towns e apresentando os cases da Brasilândia, Granja Viana, Rio de Janeiro.

Em meio essa densa programação, Isabela e Monica também foram convidadas para falar sobre o movimento Transition Towns na Radio da Cúpula dos Povos, contudo, com uma atitude autoritária, a Rádio foi fechada acusada de estar funcionando irregularmente. Defendendo o direito de comunicação e informação livre, Monica e Isabela participaram da manifestação e fizeram parte do cordão de protesto e reivindicaram a liberdade de expressão.

Foram muitas experiências e emoções nesse evento especial para a transformação do Planeta. Com certeza encerra-se a participação com a certeza que estamos no caminho da transformação, e ficamos felizes por saber que não estamos sozinhos nessa empreitada, já são muitos em direção a um mundo sustentável. Seguimos!