Cases e Notícias

2º Estágio de Bioconstrução Mão na Massa

mao1

O Estágio Gratuito em Bioconstrução do Mão na Massa ocorreu entre os dias 23 de agosto a 31 de agosto, no CEU Jd Paulistano, na comunidade Brasilândia. Após alguns meses de preparativos para conseguir apoio, arrecadar fundos para a compra dos materiais, e coleta de inscrições dos interessados em participar, o estágio deu início a mais uma reforma no espaço da Geodésica.

No primeiro Mão na Massa no CEU Jardim Paulistano, voluntários e participantes do curso Gaia Education construíram com o financiamento do Instituto CRIS, UMAPAZ, Oficina da Sustentabilidade, Todescan Siciliano Arquitetura, e ANAB Brasil, uma estrutura Geodésica.

Nestes dez dias de trabalho, os participantes aprenderam técnicas de solo baseadas com cimento e tinta de terra. Construiram um mosaico com azulejos, e receberam orientação sobre todas as técnicas de permacultura com Marcos Ninguém que é responsável pela implementação do projeto junto com o bambuzeiro Robert Zuum.

Os “masseiros”, como foram carinhosamente apelidados os participantes, instalaram janelas na Geodésica para melhorar a luminosidade, a circulação de ar e evitar atos de vandalismo.

No começo do ano a Geodésica sofreu danos durante a Virada Cultural, acredita-se que os curiosos queriam saber o que havia dentro da estrutura e por isso quebraram parte de sua parede, agora com janelas não haverá mais necessidade de vandalismo.

A geodésica foi construída com a finalidade de ser um Centro de Referência em Sustentabilidade no Centro Educacional Unificado- CEU Jardim Paulistano, utilizando o espaço para promover sustentabilidade, através de mostras de tecnologias sustentáveis (captação de água, forno solar, minhocário, energia solar, telhado verde), intervenção no espaço (horta e jardim) e Educação Ambiental trabalhada pelo Projeto “Pé no Chão”.

A estrutura consiste em uma cúpula composta de uma rede de triângulos que dão forma a uma superfície aproximadamente esférica, anexa a uma estrutura de bambu revestida por telas de plástico e ferro. A rede produzida sustenta um revestimento composto por barro, areia e cimento e tendo como suporte uma base feita de superadobe.
O Pé no Chão é a continuidade dos processos de “Cabeça nas Estrelas” e “Mão na Massa” e foi realizado em agosto de 2011 com turmas de diversas idades do CEI, EMEI e EMEF, onde aprenderam sobre a Geodésica, mini cisterna para armazenagem de água da chuva e sobre o funcionamento de um forno solar. E também foram realizadas rodas de histórias com as crianças.

Outra técnica aprendida pelos masseiros foi a construção de brinquedos e hortas com pneus velhos e usados, ensinadas pelo Mister e sua equipe do Coletivo espanhol Basurama, que foram excelentes parceiros nesta empreitada.

A parceria que já encabeça o Mão na Massa desde 2011, Oficina da Sustentabilidade, Instituto CRIS, CEU Jd Paulistano e Transition Brasilândia contou com a doação de materiais de construção e para a horta por diversos outros parceiros, entre eles, Sr Valdir (Zagalo), Hocimar, Rosana da ADS Comunicação, Daniela Terracini, Kátia Vasconcellos, José Carlos da Eprom e doações financeiras através do site Vakinha.com

 

O estágio para muitos dos participantes foi importante não só pela construção e mão na massa em si, mas pela troca de experiências. Muitos vieram de outros Estados como Goiás, Paraná e até outros países, Turquia e Itália.

Além disso, tiveram a oportunidade de conhecer uma realidades completamente diferente da que estão acostumados. A iniciativa destes agentes de transformação foi muito bem recebida pelos funcionários do CEU Jd Paulistano e pelas crianças que ali frequentam, além de servir de inspiração para estas e para moradores da região.

Estamos programando mais uma etapa do Estágio para este ano com o intuito de finalizar o revestimento do piso interno, instalar um sistema de captação de água e um viveiro de mudas feito de bambu. Fique atento aos chamados e venha fazer parte desta Transformação!