Cases e Notícias

Facilitação de reunião em Jaguaré

Assim como diversos bairros de São Paulo, o Jaguaré é mais um bairro que sofreu com o a explosão demográfica e desenvolvimento acelerado da exploração do parque industrial paulistano, e hoje se depara com os muitos desafios que esse processo desencadeou.
Contudo, esses desafios estão sendo diagnosticados e debatidos pela comunidade civil, com apoio dos três setores: público, privado e ONGs. Esse movimento começou em 2008 com o Grupo Articulador Jaguaré, que evoluiu para o Grupo de trabalho do Jaguaré (GT Jaguaré) que atualmente se reúne todas as segundas para planejar as ações.

Nesse período de existência, muitas pesquisas e ações já foram realizadas, tais como a produção do vídeo “Um olhar sobre Jaguaré”, mapeamento dos resíduos, realização do 1º seminário “Ação Comunitária no Distrito Jaguaré” e muitos outros.

Agora, já articulados e mais maduros, o Grupo está sendo facilitado pela Oficina da Sustentabilidade seguindo a metodologia do movimento Transition Towns / Cidades em transição. Monica Picavea e Isabela Menezes facilitaram a reunião realizada na manha de ontem, apresentando a metodologia e articulando a sua primeira fase de ação para o grupo representado por moradores do bairro, a Paroquia Sagrado Coração de Jesus e São José, Conselho da saúde e segurança, Entidade Assistencial Casa de Maria e Marta, Centro Cultural Profissionalizante Santa Cruz, Diretoria da Escola do Bairro, CIESP, Radio Globo, Diretoria da Unidade de Saúde e Institutos: São Paulo Contra violência, CeA, Roche, Ethos e Banco Santander.

Foram diversos movimentos que o grupo vivenciou, começando com o momento de Sonhos, cada mesa esboçou no papel como querem ver o Jaguaré daqui 30 anos. Após a apresentação dos sonhos, todos elegeram os temas de prioridade de trabalho, e assim se dividiram em Educação, Saúde, Resíduos , Meio Ambiente e Segurança.

O passo seguinte foi mapear o bairro, incluindo os equipamentos públicos, entidades assistenciais, comércios, empresas e todos os locais onde já aconteceu alguma ação promovida pelo GT Jaguaré. Para finalizar a metologia, todos os grupos planejaram ações no período de 1, 3, 10 e 30 anos para assim alcançar os sonhos almejados.
E assim a reunião se encerrou com muitos planos e expectativas boas para o futuro, outras reuniões serão facilitadas pelo Movimento Transition Town com a Oficina da sustentabilidade e espera-se que em um futuro breve, o bairro de Jaguaré realmente esteja transformando para um bairro melhor e mais saudável, se tornando uma inspiração para os outros bairros dessa Megalópole São Paulo.