Oficina na mídia

Matéria Site Ressoar

Monica Picavêa  Superintendente da Fundação Stickel. Pioneira no Brasil, junto com Marcelo Todescan e May East na metodologia de Cidades em Transição, vice-presidente do Conselho da Associação Cidade Escola Aprendiz, Conselheira da Aliança Empreendedora.Quando e como surgiu a ideia da criação do Programa Mulheres de Talento?A ideia do programa mulheres de talento surgiu quando, estudando as informações da comunidade, concluímos que as mulheres acima dos 35 anos, com baixa escolaridade, tinham pouquíssimas possibilidades no mercado de trabalho. Além disto, na Brasilândia mais da metade das casas são chefiadas por mulheres, e mais de 45% deste total é desempregada. Sendo assim, criamos um programa que pudesse incubar pequenas empresas dentro das comunidades, que prestassem serviços na região, e também fora dela.Por que é importante estimular o desenvolvimento de grupos de geração de renda?Principalmente porque cada vez mais a sustentabilidade passa pela questão das produções descentralizadas e inseridas nas comunidades, para tanto precisa-se estimular os negócios locais, e os grupos de geração de renda, tornam-se pequenas empresas sociais, ou cooperativas, o que os formaliza no mercado. Isto aumenta não só as possibilidades para as comunidades e melhora a vida das pessoas como também aumenta a resiliência dessas comunidades.Quais os benefícios trazidos aos participantes dos grupos de geração de renda e às empresas que os apoiam?Os participantes dos grupos tem a possibilidade de serem um negócio viável e que dá sustento a eles, além da possibilidade de ter um trabalho que eles realmente gostem e se realizem fazendo. Para as empresas, é interessante apoiar estes projetos, porque comprar produtos de grupos solidários e dentro da economia solidária, tem um apelo de marketing interessante e agrega valor ao produto e à imagem da empresa. Além disto, muitas empresas, doam parte do que descartam para os grupos, e este descarte acaba retornando para a empresa como um produto diferente, fechando um ciclo sustentável, onde o que é descartado por um, é usado por outro e retorna para o primeiro. http://migre.me/fuYu0

FONTE:
Instituto Ressoar